[Resenha] A Fada Madrinha - Kate Willians


Depois de mil anos, finalmente voltei a comparecer nesse pequeno universo do qual posso chamar de meu. Podem não acreditar, mas a falta de tempo e diversos acontecimentos desagradáveis acometeram minha vida. Motivos dos quais me fizeram perder a inspiração e me afastar de tudo. Enfim, deixando todos esses esclarecimentos de lado, trago-lhes a resenha da terceira parceria que consegui neste ano. Kate, muito obrigado pela paciência e oportunidade.

 [SPOILER ALERT] 

Escondido no Parque da Disney, Fairyland é onde vivem diversos seres mágicos, inclusive as fadas. O inicio da história revela um "manual", onde a principio entende-se as regras e as funções dos elementais e demais seres. Também conhecemos um pouco de algumas figuras que passamos  a encontrar durante o enredo.



Emily, uma das fadas, deseja ser responsável pelo "Felizes Para Sempre" de alguém e a tão sonhada oportunidade chega, mas para realizar tal desejo é preciso ceder as chantagens do malicioso gnomo Hector. Que morre de amores pela fadinha e prega uma peça na mesma, a deixando furiosa. Emmy, como é chamada pelo elfo William (ama cozinhar e sonhar em ser o cozinheiro da realeza), que também é apaixonado por ela, tenta de várias maneiras mostra-la o quanto é especial sendo quem é. Contrariando os conselhos do amigo a fada aceita as condições impostas por Hector, despedindo-se de sua terra em meio a uma grande confusão e machucando aqueles que a amam. Na terra dos humanos nos deparamos com a princesa Catarina, prometida ao príncipe Harry, no inicio adorei a personalidade dela, porém durante a leitura, tive uma relação de amor e ódio com a personagem. Ela me fez gargalhar bastante com suas loucuras, em alguns momentos gostaria de chacoalhar essa doida. Já Harry me surpreendeu, achei que fosse tímido, no decorrer das páginas conhecemos melhor o grande homem que ele é, apesar das atitudes tão inconsequentes quanto as da noiva. Entre tapas e beijos, popularmente falando, Emmy tem a missão de unir o casal, o que lhe parece impossível, já que ambos não querem casar.


Catarina resiste bastante até se dar conta de que precisa do rapaz para bolar o plano de sumir com ele e convencerem seus pais a não casar ela com um estranho, após as declarações do affair que o príncipe dá a imprensa. Em meio a esses acontecimentos Emily e William buscam pela ajuda dos jovens da realeza para salvar seu lar do desastre causado por sua irmã mais velha, depois de uma decepção amorosa. Com pretexto de desaparecerem e se afastarem das imposições de seus pais, Cate e Harry aceitam ajudar o elfo e a fada, viajando por países e conhecendo os elementais, sereias e outras fadas. Cate e Emmy tem personalidades semelhantes e passam por situações parecidas. O grupo consegue a ajuda necessária e passam a se descobrir durante as aventuras. 


Todos os personagens foram bem inseridos e nenhum se destacou mais ou menos que o necessário. Tive apego por Nanda (irmã mais nova de Emily e também fada) e Nora (irmã mais nova de Cate). Voltando a mencionar Catarina, juro que tiver vontade de jogar ela longe, todas as vezes que revirava os olhos ou tratava o príncipe com grosseria. Diante do comportamento rebelde e o tratamento hostil, a princesa se mostrou um grande exemplo por lutar por seus ideias e liberdade, o mesmo ocorrera ao Harry.

Gostaria de contar um pouco mais, mas isso estragaria todo o encanto passado pela obra, que apresenta uma bela diagramação e a sensação de estar lendo um roteiro de comédia romântica, tirado das telinhas. Para finalizar esta breve resenha, tentarei de maneira menos detalhada possível contar como se encerrar essa divertidíssima história.



Emily finalmente consegue salvar Fairyland e mostrar seu valor como fada, aprendendo de forma dolorosa, que nem tudo segue conforme a sua maneira e que nunca devemos deixar de lutar por aquilo que tanto almejamos. Cate e Henry descobrem através do seus desejos em comum, que o amor e a liberdade podem caminhar lado a lado se estiverem dispostos a observar acima, do que a vida que antes acreditavam ser limitada lhes obrigam. 

Nota: ☕☕☕☕
{Excelente}




Kate, te desejo todo sucesso do mundo de coração, continue encantando a todos com suas palavras e mais uma vez muito obrigado por tudo.
Bom galera, espero que após esse período possa ao menos trazer mais postagens legais pra vocês e agradeço pela paciência e por estarem me acompanhando. Beijos no coração de todos e até a próxima!

    


[Resenha] Por Trás da Seriedade - Lilly Belmount


Hey pessoal! Espero que estejam bem, estava morrendo de saudades de vocês. Trago-lhes mais outra resenha, desta vez de nossa outra parceira Lilly Belmount. Primeiramente gostaria de agradecer a escritora por ter me concedido esta oportunidade. Essa foi uma das resenhas mais difíceis de elaborar, tem como você amar e odiar algo ao mesmo tempo? Odiar no bom sentido é claro. Chegar de conversa e fiquem atentos em cada palavra que eu disser, não quero de maneira alguma que interpretem com equivoco. 

 [SPOILER ALERT] 


Passei mais de uma semana, escolhendo as palavras corretas e tentando desenrolar a resenha da maneira mais compreensível possível. A história é muito boa e me surpreendeu bastante, quero deixar claro logo de inicio. Apesar das reclamações a seguir, gostaria de parabenizar a Lilly pela objetividade do enredo e pela sinopse que não entregou praticamente nada.



Jared é integrante da famosa The Fallen, da qual Cindy sua vizinha sempre foi fã. Ambos se gostavam desde o período da escola, mas Cindy nunca fora corajosa o bastante pra trocar mais do que poucas palavras. Jared foi o personagem do qual não consegui me conectar (me desculpa Lilly hahaha), já Cindy ficou guardada no meu coração. A banda é composta por Jared, Evan (seu irmão) e Trevor, o trio costumava dar festas, Cindy que era sempre convidada, não comparecia em nenhuma delas. Até convencer a mãe a permitir se divertir em ao menos uma, o que Cindy não esperava, era que aquela noite mudaria o resto de sua vida. A garota bebeu demais e acabou sem intenção se metendo numa tremenda confusão com a Mellody, namorada de Jared. Ele termina o relacionamento, o que deixa Mell (como a chamavam) furiosa, principalmente por vê-lo ajudar Cindy. Tentando esconder o que acontecera a ela dos pais, a levou para um hotel, onde dormiram juntos e assim deram inicio a longa jornada de amor que enfrentariam. Não curti muitas atitudes do Jared, em relação a tentar mandar em Cindy. Em partes a compreendia por ser inexperiente, gostei dela ter retrucado muitas das atitudes dele e fazê-lo lutar para provar seu amor a ela. Jared conhecido por sua seriedade, mostrava sua verdadeira face quando Cindy estava ao seu lado, o mundo ganhava cor para os dois e tudo se tornava mais leve. Tenho que admitir que Jared ganhou diversos pontos ao longo da história, principalmente por não cair na tentação da Mellody e não negar seus sentimentos a Cindy, mesmo diante de todas as provações.


Falando nos personagens secundários, Roberta se tornou a minha favorita de toda a história. Ela deveria ser tornar acessório pra qualquer mulher, uma amiga sincera, divertida e amável. Roberta não abandona Cindy seja qual for a circunstância. Roberta eu te venero! Evan também foi outro que me conquistou.

Cindy se encontra em alerta ao lembrar que não se preveniu ao ter relações com Jared, o que a deixa aflita. Mellody está envolvida em quase todos os conflitos do casal, que acaba sempre reatando e causando mais fúria a megera. Diante das diversas decepções e a descoberta da gravidez, Cindy passa um tempo com sua amada tia na França, na tentativa de se afastar dos problemas e colocar os pensamentos em ordem. Mellody não poupa nas ameaças, prometendo afetar não só a ela, mas a todos que amam. Após muito temer, Cindy a ignora e resolve confrontar a rival, decidida a não abrir mão de sua felicidade.


Mellody é uma das piores personagens, a mais estupida e repulsiva que já me deparei na Literatura Nacional (está na minha lista negra). Sua incansável obsessão e psicopatia a faz cometer uma loucura, que até eu mesma duvidava, sequestrar a Cindy. Após ser resgatada por Jared e os amigos, o cuidado com ela fica ainda maior. A história aborda muito da realidade dos adolescentes e um assunto muito interessante: gravidez na adolescência e a aceitação da família e das pessoas quanto a isso. Cindy passa a sofrer muito na escola devido ao bebê, em casa sua mãe a repreende a principio, mas com o tempo o clima entre as duas ameniza.

Prestem atenção no que citei acima, sobre odiar no bom sentido. Sabe quando você inicia uma leitura, tendo em mente, que vai ser uma daquelas histórias fofinhas e que tudo vai terminar bem? Sinto em decepcionar vocês, mas é aí que se enganam. A obra flui de um jeito agradável e leve, mas nos capítulos finais, tive um tombo daqueles de me dilacerar toda. Eu odiei o que aconteceu a Cindy, odiei a forma como sua vida... (não consigo nem falar o resto). Doloroso é elogio perto de como terminara, eu não esperava e fui totalmente surpreendida, não de uma boa maneira, pensei que tudo terminaria bem. Depois de tantos obstáculos enfrentados pelo casal, Mellody merecia um destino pior, não merecia nem ao menos continuar viva (deveria ter sofrido mais). Jared, pobre rapaz, ter perdido o amor da sua vida daquele jeito e a Crystal terminar sem mãe. No final das contas, após muito pensar, nada mais é do que a realidade. Quantas pessoas não já passaram pelo mesmo? Se você é daqueles que adora um romance com fortes emoções e passar por uma intensa ressaca literária, te indico esta obra, se você também não gosta, também te indico, vai te arrancar muitas lágrimas e questionamentos sobre o amor e como lidamos com ele. Lilly, mais um vez te elogiando pela história surpreendente e te desejando todo sucesso do mundo, você é incrivelmente batalhadora, por favor não me faça sofrer assim novamente (hahahahaha!).

Nota☕☕☕
3,5 {Bom}




Gente, desculpe a demora e logo estarei de volta com mais novidades e indicações pra vocês. Quem quiser, estou aberta a sugestões, seja aqui ou lá na página! A próxima resenha será de uma das incríveis histórias da Kate Williams, qual delas? Fiquem ligadinhos na tia Danny que em breve revelarei.  Um cheirinho em cada um e aquele lindo até logo! Beijaço!!







[Resenha] Felicidade Invisível - Larissa Azevedo


Olá galera, tudo bem? Espero que sim. Hoje estreando a nossa postagem de resenha, apresentamos Felicidade Invisível da nossa parceira Larissa Azevedo, também autora das obras MINHA VIDA DAVA UM LIVRO e MINHA VIDA DAVA UMA SÉRIE.


[SPOILER ALERT] 


Começando por Maeve MacCleury, descendente de uma tradicional família irlandesa, "ovelha  negra" da família (revirem os olhos para esses parentes, a tadinha não merece, que a considerem assim). Ela não é comum, não são todos os dias que nos deparamos com guardiãs da felicidade nas ficções. Maeve tem grandes responsabilidades, mesmo diante da pressão a guardiã vê que o mundo e a forma como o conduzem atualmente pode ser abrandado com o bem. As dificuldades são muitas, mas isso não a faz desistir (mais um ponto para a protagonista).

Voltando a falar um pouco mais sobre os guardiões, eles são responsáveis em guardar momentos de grande felicidade em globos de vidros, semelhantes as bolas de natal. Maeve tem a missão de preencher sua FELIS (maneira da qual apelidou as próprias bolas), no caso tem espiado Henrique, de modo invisível (um de seus poderes). Após um deslize, Rique (como ela passou a chamá-lo) a vê, o rapaz é apaixonado por dança, mas sempre que menciona sobre, ouve comentários preconceituosos do pai e pessoas mais próximas. O contato inicial assusta Maeve e a faz questionar se é mesmo com ela, a quem ele dirigiu a palavra, ambos gostam de música irlandesa e outras coisas em comum, o que os aproximam. 

Maeve não tem experiência alguma com rapazes, mas ainda assim não teme Henrique. Com o passar dos dias, a convivência se torna cada vez mais intensa, ele a ajuda a encontrar o caminho para o futuro dela e ela o ajuda lhe oferecendo sua amizade (algo que o rapaz mal tinha, por conta do seu sonho de dançar). A leitura flui rápido, não é daquelas das quais se passa o tempo, mas da qual gostaríamos que prolongasse. A escrita delicada utilizada pela Larissa nos proporciona leveza, da mesma forma que Maeve se sente ao lado de Rique. Alguns sentimentos soam inéditos para ela, sentindo-se cada vez mais feliz. Felicidade também vivida por ele, que cada vez mais preenche a FELIS da amada. Maeve fora a escolhida por Alannis (sacerdotisa, não darei detalhes por conta de spoilers mais profundos), para trazer parte do amor perdido entre os guardiões. A guardiã sem ao menos perceber, tem cumprido seu dever por amor a seu "trabalho", o que a diferencia entre os outros.

No dia da grande apresentação de Rique, próximo do Natal, ele se declara para Maeve e vice-versa (um momento lindo e incrivelmente mágico para ambos, assim como o espirito natalino). Finalmente a FELIS é completada, Maeve consegue a mais linda, amorosa e maior de todas, explodindo no ar e proporcionando felicidade e bons sentimentos para as pessoas.


Apesar de ser apenas um conto, devemos admitir, que deixou um grande gosto de quero mais. Reflete o mundo do qual estamos vivendo, mesmo se tratando de ficção, a maneira fora abordada com excelência. A ganância que vem tomando conta das pessoas, deixar de seguir o que ama por imposição dos outros (até mesmo aqueles que amamos) e competir na intenção de mostrar-se melhor (a perca de tempo em ostentar, quando o mundo poderia ser ajudado). Parabéns Lari, por mais histórias e reflexões como a sua. Bem, não tenho nada a questionar, a história muito me atraiu e em breve estarei relendo. 


Nota: ☕☕☕☕☕






Espero que tenham gostado, procuramos diversas formas de iniciar esta resenha. É difícil descrever o que sentimos, quando estamos extasiados demais, nossas bocas apenas se abrem como um grande O e escrevemos com o coração. Muito obrigado galera, nos veremos logo. Beijos 


Os momentos mais escolhidos pelos leitores vividos por Monalisa


    Galera, estava morrendo de saudades de vocês. Não sei se havia comentado que faria uma postagem referente a Monalisa. Não me recordo no momento, mas sei que estava na lista de espera no caderno de anotações. Se não dão a mínima para spoilers, não terão problemas com a postagem a seguir, mas se sim, passe o mais distante possível (HaHaHaHaHa)! Para os que vão ler divirtam-se e não deixem de comentar o que acharam, mas  para quem quer apenas saber se a história terá seu prosseguimento, abaixo tem uma observação marcado por estrelas! 

✰  [SPOILER ALERT


     Olá pessoas, espero que estejam bem. Estou empolgada para esta postagem, mas antes de darmos início, ressalto que há diversos SPOILERS. Bem galera, Monalisa é meu primeiro livro publicado. E decidir escrever algo especial sobre, diante dos feedbacks que venho recebendo, tanto positivos quanto negativos. Fiz uma breve pesquisa com alguns leitores e a grande maioria me impressionou. Selecionei algumas partes que mais agradaram esse público, e impressionantemente muitas delas foram escolhidas "após o acidente com a protagonista".
     Monalisa, não é nenhum pouco fácil, assim como sua família. A mãe ausente e a irmã pentelha, são mesmos difíceis de suportar. Em meio a tantas divergências, os bons sentimentos se encontram presentes nas personagens, mesmo que raros, durante o enredo. Restando para Lisa (Monalisa Fiorenzzo), agir da maneira que lhe convém, muitos momentos imatura, concordam?
   Para a felicidade da criatura aqui (sim, eu mesma Danielli Belo), fui questionada se a história haveria ou não continuação. Bem, só revelarei no final da postagem (serei um pouco má HaHaHaHaHaHaHaHa). Vamos ao que interessa, apresento-lhes doze momentos de MONALISA DESENHANDO A MORTE, mais optados pela galera!!


1. O flagra que "ocasionou" o acidente

Oi? Como assim? Calma, que logo vou revelar. Minerva (mãe de Lisa) e Ella (irmã), planejam a festa do décimo oitavo aniversário da pintora, com direito a vestes épicas, máscaras e perucas. Porém o que era pra ser uma noite mágica, termina se tornando uma celebração trágica, rimou né? Pena que o que não combinou, foi Lisa ter visto seu amado aos beijos com outra.


Espero que um dia possa me perdoar Lisa ☹


2. Lisa é atingida por um raio

Pesado não? Bem, após presenciar a traição do namorado, Lisa sente-se humilhada fugindo da própria festa, abandonando os convidados e se jogando na forte chuva lá fora. O que a pintora não esperava, era ser acertada por uma forte descarga elétrica, devido ao colar que usava. Pobre Lisa, só queria um momento sozinha, difícil ver o namoro "conto de fadas" se desfazer dessa maneira, não é?


Fique tranquila, acho que gostará um pouco do que esse episódio te proporcionou 

3. Movendo-se, depois de dias desacordada

Não neguem o quanto ficaram preocupados com estado de Lisa. Pensei inúmeras vezes o que escreveria, após esse fato. Primeiramente sabia qual sentido dar a história, mas ao fluir dela, reescrevi diversas situações, até ficar nessa mesma. Lisa passa dias em coma, até mover os dedos como uma forma de se comunicar com suas parentes. Minerva se alegra com o pouco retorno da filha, mas o que a pintora não esperava, era que sua vida mudaria dali por diante.


Sorria enquanto é tempo, não terá motivos para muito logo depois


4. O primeiro contato com os desenhos, após a tragédia

De volta pra casa, Lisa sente os primeiros sintomas do seu poder ainda no trajeto. De início sua irmã acredita ser devido ao clima frio. Como uma maneira de amenizar a dor e o trauma ela desenha, já que é uma das coisas que mais ama fazer e nota que a ilustração responde aos traços que delineou. Incrédula toca o desenho e sua mão o atravessa, o que a assusta mais.



O que mais pode acontecer? 

A pergunta que não que calar. O que ela fará a seguir? Contar ou não? Será que não parecerá louca? Depois de ser acertada por um raio, ficar dias em coma, poderia sua mãe acreditar que seriam efeitos colaterais do acidente. Quem não ficaria perturbado, diante de tantas possibilidades, que antes pareciam impossíveis? Bom e vocês, o que fariam?


É melhor mesmo começar a rezar Monalisa 

5. Adeus com gosto de vingança

O que Lisa não esperava era a visita do ex, ainda mais flagrando-a testando seus poderes. Admirado ele ousa atravessar o portal criado por ela, mesmo diante de tantos avisos, o "embuste" como disse uma leitora, teve o que mereceu. Comido por um réptil num pântano da Flórida, Lisa o assistiu morrer com tamanha satisfação.


Da próxima vez, evite a janela aberta mocinha

Fingido comoção diante das noticias e buscas feitas pelo paradeiro de Derick, Lisa tenta disfarçar ao máximo, o quanto não se continha de felicidade. 


Lisa o que gostaria de dizer para ele pela última vez?
Ah! Um tchauzinho sarcástico, tudo bem então

6. As compras conturbadas entre mãe e filha

O noivado da desmiolada Antonella (Ella) se aproxima e as preocupações de Lisa aumentam cada vez mais. Como uma das milhares de tentativas de se reaproximar da filha, Minerva vai às compras com Lisa, que ultimamente vem acordando de pesadelos, os confundindo com a vida real. Fazendo-a questionar sua sanidade, o passeio com mãe não é diferente, vivenciando o acidente, que também não se passa de um mau sonho ou seria alucinação? 


Respira fundo ao menos esse acabou, tá bem?


7. O noivado catastrófico da irmã

Lisa pressentiu que o evento não terminaria bem, mas como alertaria sua família, sem que a taxassem de louca ou perigosa? Caso revelasse seus poderes?
Parece que as coisas não andam bem para nossa italiana e menos ainda com a festa de noivado de Ella, que quase fora acertada por um lustre. Assistindo por fim o desenrolar de uma colisão de carros na frente da própria casa.
  

Corra mesmo, vai que algo te acerte de novo


8. Passagem para Milão, contra a vontade

A grande vontade de conhecer seu pai poderia ser realizada, finalmente Lisa o veria ou achou que sim. Em mais um de seus deslizes, Ella descobre um de seus feitios. Após mais outra confusão, Lisa cede as suas ameaças, concordando em levá-la para Milão. Onde morava o pai delas.


Nem tudo é azul ou nem todo azul é bom?

Teimosia é um defeito muito presente em Ella, contra a vontade da irmã e ciente de inúmeros avisos, a advogada (Ella), resolve levar na viagem Layla (melhor amiga de Lisa) e Suzana (melhor amiga de Ella). A princípio as amigas se espantam com os dons de Lisa, mas ainda assim acompanham as Fiorennzo até a casa do pai. Como não poderia terminar em tragédia?
Suzana morre após ingerir uma bebida suspeita e as três viajantes sobreviventes fogem, afim de voltarem  para casa.


"Eu avisei Antonella"
Sim Lisa você a alertou inúmeras vezes


9. Quem traiu a nossa protagonista ao lado de seu ex

Durante a fuga, os poderes de Lisa se embaralham (a leitura de mentes, a capacidade de criar portais e a realização imediata de seus desejos). Layla deixa um pensamento escapar, revelando sem intenção que traiu Lisa com o ex morto, na festa de aniversário dela. Tomada de ódio, Lisa deseja sua morte, o que não demora muito a acontecer. Layla que caminhava pelos trilhos, caiu sobre eles, um trem a esmaga, não dando-lhe tempo para escapar.


Será que tem como ficar pior?


10. Ella parte dessa para melhor?

Mais um portal, mas infelizmente não as levando para casa e sim para o cenário catastrófico em Oklahoma. Tudo está praticamente aos pedaços e Lisa também. Numa tentativa de descobrir onde estavam, Ella vai a procura de informações, mas ao voltar para avisar a irmã, o teto desaba sobre ela, matando-a. Lisa fica desolada, a pedido de Ella retorna para casa, para cuidar da mãe e continuar sua vida, mesmo em cacos.


Grita Lisa, o mais alto que puder, coloque toda sua dor pra fora


11. Despertando do longo coma

E se eu dissesse a vocês, que todas essas tragédias vividas por Lisa, foram apenas sonhos ruins que a acompanharam durante o coma, acreditariam? Eu mesma ficaria chateada, bem nem tanto. Apesar de me imaginar em diversas aventuras fictícias, essa seria uma da qual não gostaria de viver e não desejaria para ninguém. Lisa desperta e Ella é a primeira a presenciar seu retorno ao mundo real. Mesmo incrédula a ficha da pintora cai, agradecendo no fundo por tudo não ter se passado de diversos pesadelos. Hummm será mesmo?
  

Vamos para casa, acredito que agora você possa descansar com tranquilidade


12. E se tudo que a pintora sonhou fosse mesmo acontecer?

Voltando para casa, Lisa questionar-se por alguns fatos se repetirem, com o que viveu de mentira (digamos assim). Porém nada de formigamento nos dedos, íris brilhosas e  visão no escuro, o que fez nossa protagonista respirar de alívio. Porém chateando-se por Derick e Layla ainda estarem vivos. Bem, já não é novidade que Monalisa adora cutucar onça com vara curta. Intrigada com os acontecimentos irreais, que tal rabiscar a parede só pra testar se vai mesmo vivenciar todas aquelas catástrofes atraídas por ela?
Após o teste, nada ocorreu. Com um sorriso no rosto, Lisa dá as costas para a paisagem que terminou, mas os traços do desenho lhe respondem. Virando-se novamente Lisa encara o portal boquiaberta, temendo o que vinha por aí.


Calma Lisa, logo você vai está de volta para nos contar o que anda acontecendo em sua vida


Houveram momentos dos quais me questionei o que deveria ou não ter acrescentado na história, mas pensando bem, não a terminaria nunca, se pretendesse alterá-la tanto. Isso segue nas que continuo escrevendo, uma hora isso teria de ser mostrado, bom ou não, aqui estamos!
Pessoal, gostaria de agradecer imensamente por acompanhar a trajetória de Lisa. Pelos feedbacks positivos e negativos, por disponibilizar o tempo de vocês para conhecer essa história. Pelo carinho, pelo amor, por tudo que vocês vem me proporcionando! Eu amo vocês de todo o coração, obrigada aos parceiros e aos leitores por me ajudarem nessa postagem! Espero que em breve possam me acompanhar em uma outra história ♥♥♥♥


Tenho mais outra novidade para vocês, Monalisa não terá continuação, mas aparecerá em outra história. Também com o resto da família, mais adulta e saberemos enfim de que lado ela estará, do bem ou do mal! 

Convenhamos, Monalisa de vez em quando, nada mais quer do que ver o mundo pegando fogo, não é mesmo galera?




  

[Parceria] Larissa Azevedo e Guilherme Cepeda




Começamos o ano com pé direito, entre as ótimas noticias que recebemos, uma delas está nessa dupla aí da foto. Você deve está se perguntando: Ué, como assim? E logo vou te explicar, conseguimos a primeira parceria de 2017 com Larissa Azevedo e Guilherme Cepeda. Já tivemos uma postagem sobre a obra da dupla, caso ainda não conferiu ou queira conferir novamente, aqui está (link). Uma outra novidade aqui no blog é: este ano teremos resenhas, algo do qual no ano passado não focamos em fazer. Porém em 2017 necessitamos dar uma "repaginada" e incluir outros quadros aqui. Voltando a falar da parceria, Larissa e Guilherme publicaram dois livros juntos: MINHA VIDA DAVA UM LIVRO e a sequência MINHA VIDA DAVA UMA SÉRIE, bem ainda não perguntei, mas gostaria muito de mais outra obra deles, seguindo o mesmo método. Quem já adquiriu os livros sabe do que estou falando HaHaHaHaHaHaHaHa ♥ 

Como as resenhas irão funcionar? Bem, assim como muitas outras, optamos utilizar símbolos, como uma espécie de nota:

☕  [Péssimo]
☕☕ [Ruim]
☕☕☕ [Regular]
☕☕☕☕ [Bom]
☕☕☕☕☕ [Excelente]
☕☕☕☕☕❤ [Favorito]

Espero que tenham gostado da novidade, Larissa e Guilherme muitíssimo obrigado pela oportunidade. Até mais galera, Beijão!

☑ Wishlist


Olá gatos e gatas, tudo bem? Como foram as festas de final de ano? Muita diversão? Comida? Bebida? Hummm, fico feliz que tenham aproveitado! Passei um bom tempo sem dar as caras por aqui admito, mas lidar com estudos, ocupações pessoais, etc, etc e etc... Vocês conhecem melhor do que ninguém, o que é dar conta de tanto. Enfim como eu havia prometido divulgar minha WISHLIST ano passado, pensei um pouco melhor e quis abrir o ano de 2017 com essa postagem, perdão a demora, mas espero que curtam o que tenho para mostrar:




1 Almofada Super Homem // Riachuelo
2 Câmera Instantânea Fujifilm Intax Mini 8 Branco // Ponto Frio 
3 Funko Pop Mulher Maravilha // Aliexpress
4 Caneca Mulher Maravilha Retrô // SubliToy Art
5 Mochila Botão Corações, Azul - Uatt // Le Postiche
6 ♥ Óculos de Sol Lady Gaga Paparazzi // Aliexpress
7 Claquete de Cinema Decorativa // Aliexpress
8 Lime Crime Velvetines // Aliexpress
9 Caderno Espiral Jandaia 1/4 Capa Dura 96 folhas Mulher Maravilha // Saraiva
10 CD Ultraviolence (Deluxe) Lana Del Rey // Cultura

Bem fiz essa lista há algum tempo e parte dela consegui adquirir, menos o 1, 5 e o 10. Ao lado de cada item disponibilizei os links, caso vocês também queiram comprar esses produtos, há varias outras lojas que também os vendem, mas coloquei os mais em conta na época. #Dica: acredito que alguns já saibam, mas Funko Pops importados saem bem mais em conta do que comprá-los em território nacional, alguns deles saem por menos de 30 reais (como o da Viúva Negra) // Batons da marca Lime Crime e muitos outros da moda (como o da Kat Von D e Kylie Jenner), também ficam mais baratos comprando importados.


✖ Desvantagem: O tempo de entrega.
✔ Vantagem: Economia.


É isso aí pessoal, não deixem de me acompanhar e em breve voltaremos com muita Literatura Nacional e outras dicas, fiquem ligadinhos e qualquer dúvida não deixem de me contactar. Beijos amores e até logo.❣


[ABOUT ME] Monalisa Desenhando a Morte



Monalisa Desenhando a Morte
Autora: Danny Belo
Gênero: Romance
Páginas: 216
Editora: Arwen
Ano: 2016

Sinopse:
Após viver em vários lugares do mundo e fixar raízes em Chicago, nos Estados Unidos, a jovem Monalisa, funcionária de uma galeria de artes e aspirante à artista, pretende ingressar na Universidade da Califórnia para se livrar de sua mãe, com quem tem um relacionamento bastante conturbado. Porém, nem tudo acontece como ela planeja. Na noite tempestuosa de seu décimo oitavo aniversário, o destino resolve testar todos os seus limites, direcionando-a a um caminho completamente aterrorizante que coloca a sua vida e a de quem ama em perigo. Para conseguir sobreviver, Monalisa terá que desenhar a morte e sem tempo a perder, ela vai trilhar inúmeros caminhos que a levarão a conhecer melhor a si mesma e as pessoas ao seu redor. Pânico, vingança e morte, o que você faria se sua única saída fosse um lápis? 

Estava contando os dias, para contar a vocês sobre meu primeiro livro HaHaHaHa, Ops... me desculpem. Como vocês estão? Espero que estejam bem.
Vim contar um pouco como surgiu toda essa maluquice, que resultou na história da perturbada Lisa, prometo fazer o possível para não dá spoilers, assim como os evitei na postagem de SENTENCIADA.
A ideia começou após um pesadelo terrível que tive com alguns amigos do Ensino Médio, na época estava lendo fervorosamente a saga INSTRUMENTOS MORTAIS da Cassandra Clare, o que ajudou a me inspirar bastante para este enredo. Em agosto de 2014, abandonei uma outra história que não estava conseguindo concluir para dar chance a esta loucura literária HaHaHaHaHaHa! Johny Moura foi o primeiro escritor a saber da ideia, e me apoiou bastante.
Comecei a rascunhar e alguns amigos se ofereceram para ler, então após muitas modificações, o coloquei na versão digital no Amazon, enquanto aguardava a avaliação de algumas editoras. Enfim tive a oportunidade de publica-lo impresso. Passando por outras modificações e alguns acréscimos, digo a quem leu anteriormente, que precisam conhecer a Monalisa de 2016. 
Admito que estou maravilhada com a recepção que meu filhote ganhou e mais uma vez agradeço imensamente pelo carinho e pela força que tanto vocês me dão.
Estou ainda mais ansiosa para saber o que acharam da história, espero que curtam bastante, escrevi com todo amor e carinho possível. Bom galera, é isso aí, não deixem de mandar as fotos quando receberem a minha italiana em casa, tá bem? HaHaHaHa!

Não deixem de adicionar no SKOOB

Não deixem de adquirir seu exemplar com preço promocional na Arwen Store


Beijão e logo estarei de volta!!
© Danny Belo - 2015/2016. Todos os direitos reservados. Criado por: Janaína Magalhães. Tecnologia do Blogger. imagem-logo